Facebook dará a usuários maior controle sobre publicidade recebida

Por Mercado E-Commerce | 13 de junho de 2014

SAN FRANCISCO, 12 Jun 2014 (AFP) – O site de relacionamentos Facebook anunciou nesta quinta-feira que em algumas semanas permitirá aos usuários obter mais informações sobre os anúncios que recebem e bloquear as mensagens de publicidade que não quiserem ver.

Os usuários da rede social “nos dizem que querem mais controle sobre os anúncios que veem”, informou o Facebook em um post em seu blog.

“Por isso estamos agregando preferências de anúncios, uma nova ferramenta acessível para cada anúncio no Facebook que explica porque você está vendo um anúncio em particular e que te permite agregar ou eliminar ‘interesses’ que usamos para exibir anúncios”, destacou a mensagem.

A opção estará disponível nos Estados Unidos nas próximas semanas “e estamos trabalhando duro para expandi-la em nível mundial nos próximos meses”, prosseguiu o comunicado.

Por exemplo, “se você não está interessado em aparelhos eletrônicos, você pode tirar (a categoria) ‘eletrônicos’ de seus interesses de anúncios”, anunciou o Facebook.

Ao mesmo tempo, a rede social destacou que passará a analisar informações das buscas dos usuários em navegadores – não só do Facebook – para tentar direcionar melhor os anúncios.

“Hoje em dia, nos inteiramos de seus interesses sobretudo a partir das ações que pratica no Facebook, como as páginas em que você dá um ‘curtir'”, acrescentou o blog.

“Em breve, nos Estados Unidos, também vamos incluir informação de alguns dos sites e aplicativos que você usa. Trata-se de um tipo de publicidade baseada em interesses e muitas empresas já o fazem”, esclareceu.

No entanto, o Facebook permitirá que os usuários optem – ou não – por este tipo de personalidade personalizada.

Joseph Jerome, membro do fórum Future of Privacy, afirmou que o Facebook está oferecendo mais aos anunciantes enquanto dá mais controle aos usuários.

“A única coisa que o Facebook não tinha feito até agora era vender publicidade baseada em sites na internet e aplicativos que você usa fora do Facebook”, escreveu Jerome em um blog.

“Um anunciante em particular podia comprar um anúncio, baseando-se na sua visita a um site em particular, mas muitos anunciantes não podiam comprar um anúncio baseando-se em suas visitas a muitos sites. Agora pode”, detalhou.

Ao mesmo tempo, Jerome disse que os usuários do Facebook poderão ver uma descrição mais detalhada dos anúncios e editar seus perfis para recebê-los.

 

Fonte: UOL

 

Comentários

Comentários

Tags: , , , ,

Categorias: Notícias

Leia Também

Brasil ganha câmara arbitral especializada em TI e e-Commerce
Abrir uma loja online requer planejamento e conhecimento
Receita de publicidade online nos EUA supera TV pela 1º vez
Lojas online preparam dia de ofertas de televisores para Copa