Gigante do comércio eletrônico na China abrirá capital na bolsa dos EUA

Por Mercado E-Commerce | 8 de maio de 2014

Uma gigantesca empresa chinesa de comércio eletrônico – um monstro que deixa as principais americanas para trás e um dos maiores fenômenos mundiais da internet – resolveu levantar capital na bolsa de Nova York.

O nome “Alibaba” pode remeter a historias das Arábias e seus palácios. Nada mais distante da empresa chinesa que nasceu dentro de um apartamento. A corporação se tornou uma das maiores do mundo, graças à praticidade e à velocidade da internet.

Alibaba não é muito conhecida no Ocidente. Seu melhor cartão de visitas pode ser o volume de vendas: a “Alibaba.com” deixa para trás a uma tremenda distância grandes nomes do comércio online dos Estados Unidos, como Amazon e Ebay.

O que também pode impressionar é a história da empresa: nasceu da iniciativa de um professor de inglês, o chinês Jack Ma – o dono do tal apartamento – que já reconheceu: não tinha dinheiro, não entendia de tecnologia e diz que nunca planejou nada.

Ele conta que sabia que a Alibaba tinha futuro, mas não imaginava que seria tão grande.

A empresa cresceu com a disseminação da internet na China. Em 1999, quando ela foi fundada, havia cerca de nove milhões de internautas no país. No ano passado, esse número saltou para 618 milhões. E quando toda essa gente pensa em comprar, quase todo mundo vai para este site.

De arroz a carro, perfumes, relógios, roupas e móveis. Tem produto que começa custando centavos. E, de grão em grão, no ano passado, essa gigante vendeu o equivalente a US$ 250 bilhões.

Só dentro da China, a Alibaba é responsável por 80% das vendas online. Essa é uma das informações que o mercado estava ansioso para conhecer, e que a empresa divulgou ao anunciar a sua oferta pública de ações, na bolsa americana.

A previsão de alguns analistas é que pode superar os US$ 16 bilhões que o Facebook conseguiu em maio de 2012. Nada mal para uma empresa da China, com internet controlada, mas capaz de fazer muito dinheiro.

 

Fonte: Jornal da Globo

Comentários

Comentários

Tags: ,

Categorias: Notícias

Leia Também

Eu não tenho tempo!
Este site vai te fazer recuperar a fé nos e-commerces de moda
Fórum do Empreendedor Digital apresenta conteúdo exclusivo para lojistas online no VTEX DAY 2017
Gente que Inspira