e-commerce_home

Logística e Entrega – Não erre na última hora

Aposte em qualidade em todas as fases da negociação e tenha clientes cada vez mais satisfeitos!

Por Mercado E-Commerce | 17 de abril de 2014

Quando se fala na implantação de um e-commerce não é preciso levar em consideração apenas o layout da loja virtual, os canais de atendimento ou a qualidade dos produtos oferecidos. Além disso, é preciso reconhecer que a logística da empresa é uma das áreas determinantes para o comércio digital conquistar uma boa reputação na rede, fidelizando os clientes e conquistando novos através de recomendações e avaliações positivas.

Eis abaixo alguns exemplo do porque das compras:

Screenshot_1

Os processos logísticos de um e-commerce não se limitam ao controle de estoque e separação de mercadorias, mas especialmente à entrega do produto, que deve ser feita no tempo garantido e com total integridade dos itens comprados.

Quer saber o que fazer para otimizar esses processos e não deixar o cliente na mão na última hora? Acompanhe as nossas dicas.

De olho no estoque
A grande maioria dos e-commerces (82%) possui armazenagem própria, dispensando a intervenção de qualquer empresa terceirizada na manutenção e controle dos estoques. Esse tipo de postura apresenta prós e contras, pois se por um lado a centralização dos processos logísticos permite uma visão mais ampla do negócio, por outro, a tarefa de gerenciar o estoque acaba se configurando como um grande desafio para a loja virtual. De uma forma ou de outra acumula outras funções comerciais e administrativas no negócio.

Independente do modelo adotado para controlar o estoque da empresa, é importante primar pela organização categorizada. Quantas vezes um cliente não se depara com a desagradável situação de adquirir um produto que já não está disponível no estoque? Isso além de gerar no comprador o sentimento de decepção, transmite uma imagem extremamente negativa da empresa, que revela desorganização e despreparo para atender às demandas.

O trabalho de monitoramento do estoque pode ser realizado pelo dono da loja, mas a depender do porte do e-commerce, é preciso contar com uma equipe qualificada para gerenciar o departamento, a fim de que a oferta contida no site esteja sempre alinhada com a disponibilidade real dos produtos existentes no estoque. O cuidado deve ser redobrado no caso de promoções com grandes descontos, já que à medida que os itens forem vendidos, as baixas deverão ser realizadas no sistema. Por falar em sistema, softwares especializados são indispensáveis para controlar os itens do estoque por marca, tamanho, cor e quantidade.

Separação de mercadorias: uma etapa que merece cuidado
A separação das mercadorias nem sempre recebe o tratamento que merece, mas é nessa fase que a qualidade do produto deve ser conferida. O separador deve verificar minuciosamente os detalhes do pedido, como por exemplo, a cor e o tamanho dos produtos. É preciso checar também se não há defeitos na peça.

Feito isso, o item deve ser embalado cuidadosamente de acordo com as suas especificações. Se for uma peça de roupa, ela deve ser bem dobrada e ensacada. Se for um móvel ou artigo decorativo, a embalagem deve contar com proteções de plástico bolha ou isopor. Os métodos e materiais utilizados são diferentes a depender dos produtos, mas a regra de primar pela qualidade é válida em todas as fases da logística interna.

Por que entregar pontualmente?
A entrega pontual é uma das maiores armas que o e-commerce possui para fidelizar os clientes. De  acordo com pesquisas na área, a insatisfação com as lojas virtuais geralmente está relacionada ao descumprimento dos prazos na entrega. Porém, quando a mercadoria chega dentro do prazo, o comprador tende a valorizar a responsabilidade da empresa e passa a vê-la com mais credibilidade.

Nenhuma loja virtual, por maior e mais bem estruturada que seja, está livre de imprevistos. Nesse caso, se uma entrega atrasar, a obrigação da empresa é prestar esclarecimentos ao consumidor e se desculpar pelo atraso. Se necessário for, o empreendedor deve oferecer incentivos para que o consumidor tenha uma nova e positiva experiência de compra na loja.

Do carrinho de compras para a casa do cliente
Atualmente existem várias formas de entrega e a loja virtual deve escolher a que melhor se adequa ao seu fluxo de vendas e sua rotina diária. As transportadoras, Operadoras Logísticas e Correios costumam coletar as encomendas onde estiver o estoque da loja, mas antes de escolher o método de entrega, o empreendedor deve avaliar os custos, reputação, prazos de entrega e os diferenciais das empresas que realizam esse tipo de trabalho.

O ideal é sempre optar pelas transportadoras que oferecem serviços de rastreamento dos produtos, além de logística reversa, caso haja a necessidade de trocas. Vale destacar que em épocas de aumento considerável nas vendas, especialmente em datas sazonais como o Natal, é preciso aumentar a força de trabalho, diversificando inclusive as formas de entrega.

Agora que você já sabe o que fazer para usar a logística a favor do seu e-commerce, não erre na última hora. Aposte em qualidade em todas as fases da negociação e tenha clientes cada vez mais satisfeitos!

 

Comentários

Comentários

Tags:

Categorias: Blog, Blog, E-commerce, Blog, Logística

Leia Também

Breno Koscky fala sobre o mercado de e-commerce
4 erros que você não pode cometer na seleção de fotos de produtos
Notícia excluída
Facebook dará a usuários maior controle sobre publicidade recebida